A Equipe do Cidade Alerta foi atrás do principal suspeito da morte da dentista Bruna, de 40 anos. Descobrimos que contra ele existem pelo menos quatro boletins de ocorrências de violência doméstica e ameaças. Ao menos, quatro mulheres, incluindo Bruna foram agredidas pelo suspeito do crime. Fomos também no restaurante onde Bruna estava antes de ir para casa e ser morta. Descobrimos que o ex-namorado passou pelo local quatro vezes. A dentista relatou para amigos que o controle do portão da casa dela tinha desaparecido. Ainda de acordo com parentes, o corpo de Bruna foi retirado do velório ontem (28) porque a polícia desconfiava que tinha sido baleada, e isso realmente aconteceu. A polícia chamou o ex-namorado para fazer exames para saber se tem pólvora nas mãos dele, mas o rapaz se negou a fazer o exame.

source