Novidade foi compartilhada durante explanação do Protocolo ‘Não Se Cale’, voltado ao enfrentamento à violência contra o público feminino

O prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi, anunciou nesta terça-feira (26/09) a criação de uma Coordenadoria da Mulher na gestão municipal. O setor inédito terá o objetivo de fortalecer as ações de proteção e empoderamento feminino, por meio de serviços, campanhas e outras atividades que poderão atuar na definição e na implantação de novas políticas públicas voltadas à promoção dos direitos das mulheres no município. A expectativa é de que a novidade entre em vigência a partir de 2024.

O anúncio do chefe do Executivo se deu durante a visita da secretária estadual de Políticas para a Mulher, Sonaira Fernandes, que esteve no Teatro Municipal Dr. Armando de Ré para a explanação do novo protocolo “Não se Cale”, voltado ao enfrentamento ao assédio e à importunação sexual. Na oportunidade, Ashiuchi destacou os avanços de Suzano nesta pauta e reforçou seu compromisso com o público feminino.

“Queria aproveitar e falar para todas as mulheres que, a partir do ano que vem, Suzano terá a Coordenadoria da Mulher. Vou pedir apoio dos vereadores e dos secretários para já deixar esse projeto encaminhado para que seja criada uma Secretaria da Mulher na próxima gestão. Queria agradecer a presença da Sonaira e de toda sua equipe e parabenizar pela missão que vem sendo realizada no Estado”, disse.

De acordo com o prefeito, a iniciativa consolida todo o trabalho promovido em Suzano ao longo dos últimos anos. “Nossa cidade já deu passos importantes com a Patrulha Maria da Penha, com a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), com o curso de Promotoras Legais Populares (PLPs), com campanhas temáticas e diversos serviços de proteção e amparo social às mulheres em situação de violência e vulnerabilidade. Agora, o objetivo será concentrar todas essas iniciativas e outras que estão por vir em um setor que poderá colaborar com a garantia de direitos para a plena integração social, política, econômica e cultural das mulheres”, explicou.

Já a primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Larissa Ashiuchi, destacou a importância do anúncio. “Essa é uma vontade que sempre tivemos e que agora será amadurecida para sua execução, caminhando junto aos conselhos municipais e demais órgãos e setores públicos pela formulação e implementação de ações para a promoção da igualdade, da autonomia feminina, da ampliação dos direitos, e da melhoria da qualidade de vida das mulheres suzanenses”, comentou.

Crédito das fotos: Luana Bergamini/Secop Suzano 

source