Por determinação do Governo de SP, o Procon-SP abriu um procedimento preliminar de apuração para averiguar as medidas adotadas pelas empresas concessionárias de energia que atendem as regiões metropolitanas de São Paulo e da Baixada Santista.

O órgão de defesa do consumidor paulista está notificando a Enel, CPFL, Energisa, Elektro e EDP para que, ainda nesta segunda-feira (6), informem quais as providências tomadas para atender as ocorrências de interrupção no fornecimento de energia, como estão atendendo os consumidores, qual o tempo de resposta e as providências para ressarcimento de prejuízos; também, sobre os planos de contingência e gerenciamento de crises e a quantidade de equipes de campo (normais e extras) em atividade.

Todas as informações geradas a partir desta interação com as empresas concessionárias de serviços essenciais poderão ser compartilhadas com outras instituições como o MP e agências reguladoras (Arsesp, Aneel e Anatel). Entre sexta-feira (3) até a manhã de hoje foram registradas cerca de 300 reclamações por falta de energia na plataforma do Procon-SP.

Funcionamento dos serviços estaduais

Os serviços essenciais e os de atendimento ao público do Governo de São Paulo estão funcionando nesta segunda-feira. Apesar do desabastecimento de energia elétrica desde a última sexta-feira em alguns pontos da capital e municípios do estado, a prestação de serviços à população ocorre pelos órgãos da administração estadual.

Nas unidades da Secretaria de Estado da Educação, 36 escolas que foram impactadas. Dessas, 21 com cobertura ou telhados danificados, 28 sem fornecimento de energia e 14 com queda de árvores. Nas unidades sem condição de receber os alunos no dia de hoje, a Seduc disponibilizou o conteúdo pelo Centro de Mídias.

Nas unidades do Centro Paula Souza, haverá aulas remotas, sem prejuízo aos alunos, nas Escolas Técnicas Estaduais (Etecs) Getúlio Vargas (capital), Dr. Celso Giglio (Osasco), Prof. Edson Galvão (Itapetininga) e Piraju. A Faculdade de Tecnologia do Estado (Fatec) Sorocaba terá aulas online até sábado (11).

A Secretaria de Desenvolvimento Social, que coordena a rede de restaurantes e unidades móveis do Bom Prato e outros equipamentos de assistência social, mantém o atendimento regular ao público, com exceção do Bom Prato de Paraisópolis, que não servirá almoço por falta de energia. Uma alternativa para os frequentadores é a unidade de Santo Amaro, que fica na Av. Mário Lopes Leão, 685, considerada a mais próxima de Paraisópolis.

Todas as unidades do Poupatempo e do Detran estão abertas nesta segunda-feira e atendendo ao público regularmente.

A Secretaria de Estado da Saúde informa que todos os hospitais estão funcionando normalmente e possuem geradores para suprir possíveis problemas de fornecimento de energia, sem prejuízo no atendimento dos pacientes. Desta forma, nesta segunda-feira (6), todos os serviços de saúde nas unidades da rede estadual continuarão sendo prestados normalmente para a população.

Delegacias, distritos policiais e um batalhão da PM estão funcionando normalmente, sem registro de novas interrupções ou prejuízo na comunicação de ocorrências.

Abastecimento de água

A Sabesp solicita economia de água aos moradores da capital e Grande São Paulo até a completa normalização de todo o sistema de abastecimento. Com o processo de restabelecimento da energia elétrica em pontos da capital e região metropolitana de São Paulo, os reservatórios da companhia nessas áreas iniciaram o processo de recuperação no dia de ontem (5).

O abastecimento nos imóveis acontecerá de forma gradual, conforme a recuperação dos reservatórios da companhia. A Sabesp reforça a necessidade de economia no consumo ao longo do dia.

Os locais que tiveram energia restabelecidas e os reservatórios estão em recuperação são os municípios de Santo André, Mauá, Diadema, Guarulhos, Itapecerica da Serra, Itaquaquecetuba; e nos bairros Guaianases, Americanópolis, Vila Clara, Vila Mascote, Vila Santa Catarina, Vila Joaniza, Campo Grande, Jd. Promissão, Pedreira, Cidade Ademar, Chácara Flora, Santa Etelvina, Cidade Tiradentes, São Mateus, Itaquera, Vila Mariana, Savoy e Pedra Branca, da Capital. O retorno da água aos imóveis acontecerá de forma gradual.

Neste momento, existem pontos sem energia, afetando o abastecimento das seguintes localidades: Cotia, Osasco, Barueri e Taboão da Serra.

A Sabesp continua trabalhando de forma emergencial para abastecimento dos locais críticos com caminhões-tanque. Casos de emergência serão atendidos pelo 0800 055 0195.

Bombeiros e Defesa Civil

O Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil confirmaram sete mortes em decorrência das chuvas no território paulista: uma pessoa em Limeira, atingida por um muro; uma em Osasco, após queda de árvore sobre um carro; uma em Santo André, atingida por destroços que caíram de um prédio; uma em Suzano e duas na capital, todas após quedas de árvores; e uma em Ilhabela, em decorrência de um naufrágio.

A Defesa Civil também atendeu cerca de cem desabamentos em todo o estado, em ocorrências com danos em muros, casas e destelhamentos de imóveis.

As Defesas Civis estadual e municipais e o Corpo de Bombeiros registraram mais de 2 mil chamados em ocorrências em 40 cidades. Até o momento, não há previsão de novas tempestades e vendavais para os próximos dias.

source