O “Novembro Azul” é uma campanha de conscientização realizada por diversas entidades no mês de novembro dirigida à sociedade e, em especial, aos homens, para conscientização a respeito de doenças masculinas, com ênfase na prevenção e no diagnóstico precoce do câncer de próstata. Para falar sobre o assunto, o “Canal Direto com a Prefeitura” desta terça-feira (7) contou com a participação do Dr. José Roberto Gonçalves Filho, médico urologista do Núcleo de Gestão Ambulatorial “Doutor Francisco Logatti” (NGA3).

O médico explicou que o câncer de próstata é uma doença que ainda não é evitável. “Nós não temos ainda uma maneira eficaz de evitar a doença e existem alguns fatores que aumentam o risco de um homem desenvolvê-la. Os principais fatores são relacionados a histórico familiar, por exemplo um homem que tenha algum parente homem de primeiro grau, afetado pela doença. Homens de etnia negra também têm um risco maior, e a obesidade também entra como um dos fatores de risco”, revelou.

Segundo ele, o câncer de próstata acomete principalmente homens acima dos 50 anos, porém homens com idade menor também correm o risco. “Mais de 60% dos casos é a partir dessa faixa etária, porém existem casos de doença com homens mais jovens, tanto que a prevenção deve ser iniciada principalmente em homens que têm fatores de risco a partir dos 40 anos”, apontou.

O Dr. José Roberto Gonçalves Filho acrescentou que existem pesquisas que mostram que a maioria dos homens só procura o médico quando sente alguma coisa e isso é algo que deve ser superado. “O câncer de próstata é uma doença totalmente silenciosa, então não dá para esperar sintomas. O câncer de próstata, nas fases iniciais, não vai provocar dor, não vai provocar sangramento, não vai provocar nenhum sintoma urinário. Todo homem espera a próstata apresentar algum sintoma urinário e o câncer de próstata não mostra nada. Então essa é a importância de procurar o médico mesmo estando assintomático”, enfatizou.

source
Com informações da Prefeitura de Araraquara

source