03/07/2024 – 13:29  

Getty Images

Preços do arroz oscilaram depois das chuvas no Rio Grande do Sul

A Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Câmara dos Deputados cancelou a audiência que faria nesta quarta-feira (3) sobre o leilão de arroz da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e a exoneração de seu ex-diretor executivo Neri Geller.

A pedido do deputado Rodolfo Nogueira (PL-MS) o colegiado ia ouvir o ex-diretor de Operações e Abastecimento da Conab, Thiago José dos Santos.

A reunião não foi remarcada.

Entenda
O governo Lula anunciou a importação de até 1 milhão de toneladas de arroz depois das chuvas que atingiram o Rio Grande do Sul. O estado responde por cerca de 70% da produção nacional de arroz. Como as enchentes afetaram as lavouras, os estoques locais e a logística de distribuição, o governo federal decidiu importar o produto.

Um leilão chegou a ser feito, mas foi cancelado porque as empresas vencedoras não comprovaram capacidade técnica.

Nesta quarta-feira (3), em entrevista à Globonews, o ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, anunciou que o governo federal desistiu, pelo menos por enquanto, de importar arroz, mas continuará monitorando o mercado.

“Com a sinalização e a disponibilidade do governo federal de comprar arroz importado e abastecer o mercado brasileiro e a volta da normalidade no Rio Grande do Sul, os preços do arroz já estão dentro da normalidade”, disse.

 

 

Da Redação – ND

source
Com informações da Câmara Federal dos Deputados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui