Equipe de Trânsito da Estância se junta a diversas autoridades para capacitar agentes e promover a segurança viária

Nesta sexta-feira (21), a Equipe de Trânsito de Ribeirão Pires participou de uma ação integrada de fiscalização e educação para o trânsito na cidade de Arujá. A iniciativa visa capacitar os agentes e fortalecer a integração com órgãos regionais, estaduais e nacionais.

Esta atividade faz parte das ações do Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito (PNTRANS), criado em 2018, que busca orientar gestores de trânsito no Brasil para implementar ações que reduzam acidentes e promovam um trânsito mais seguro, em alinhamento com a Nova Década de Segurança no Trânsito da Organização das Nações Unidas (ONU).

“A presença da equipe de Ribeirão Pires neste evento é fundamental para promover a troca de experiências e aprimorar o trabalho dos agentes locais. A integração com outras autoridades e órgãos de trânsito proporciona um ambiente de cooperação que é crucial para a melhoria contínua das práticas de fiscalização e educação no trânsito”, explicou o subsecretário de Mobilidade Urbana, Marcos Franco.

Com a participação de importantes entidades como a Secretaria Nacional de Trânsito (SENATRAN), o Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (DETRAN-SP), o Conselho Estadual de Trânsito (CETRAN-SP), a Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT), o Departamento de Estradas de Rodagem de São Paulo (DER-SP), o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), além de órgãos municipais de trânsito, Guarda Civil Municipal (GCM), Polícia Rodoviária Federal, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar (por meio da Muralha Eletrônica) e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), a ação reforça o compromisso com a segurança viária.

O evento também teve como objetivo sensibilizar a população sobre a importância do respeito às normas de trânsito e do comportamento seguro nas vias públicas, contribuindo assim para a redução de acidentes e a preservação de vidas.

As metas, os planos e as ações do Pnatrans visam, ao final de 2030, reduzir à metade, no mínimo, o índice de mortes por grupo de habitantes, relativamente ao índice apurado em 2020. Sendo assim, para cada ano, em cada circunscrição da União (vias federais), dos estados (vias estaduais) e dos municípios (vias municipais), deve ocorrer uma redução percentual nas taxas mencionadas para que a meta global estipulada seja alcançada.

source

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui